epígrafe: monumento mínimo | néle azevedo

a morte é o primeiro susto. o homem descobre que existe. neste susto em que eu antecipo o desaparecimento, descubro a mim mesmo como existente. (…) essa exposição a tudo que nos atravessa. a questão é como restituir o indomável.  juliano garcia pessanha 

escala – no lugar do tamanho monumental, largamente utilizado como ostentação de grandeza e poder, o monumento mínimo propõe uma escultura mínima de 20 cm na imensidão das ruas. esse tamanho reduzido intensifica o aspecto dramático da figura pela contraposição da escala, convoca a ser vista de perto, à aproximação, à delicadeza. néle azevedo

+ sobre o trabalho da néle,  AQUI

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s